O que é IRPF? Saiba tudo sobre a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física [na_cidade]

Saiba tudo sobre o IRPF neste artigo e não tenha problemas quanto a declaração do seu imposto de renda [na_cidade]

Tanto marinheiros de primeira viagem, ou declaração, quanto pessoas que já estão calejadas em passar por esse processo ainda têm algumas dúvidas dentro do processo de declaração e valorizam muito as informações acerca dessa prática.

Então, pensando em você, para que não tenha nenhum transtorno com esse processo [na_cidade] escrevemos esse artigo que tirará as suas dúvidas quanto a IRPF fará com que você saiba tudo quanto a declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física.

Para declarar o IRPF

Imposto de Renda de Pessoa Física é um tributo estipulado pela Receita Federal e que envolve todo o cidadão brasileiro ou residente no Brasil, pessoa física, que tenha um ganho acima do que pré definido pela Receita. Assim, essa pessoa precisa declarar tal imposto todo o ano. Para isso, precisará informar o quanto ele arrecadou financeiramente para a avaliação. Existe a possibilidade de restituição financeira à pessoa física, caso seja constatado uma quantidade de pagamento superior ao necessário.

Para que você faça a declaração, precisará mandar para a Receita todas as suas declarações de renda. A Receita avaliará essas informações, por isso, elas precisarão estar bem específicas para que facilite o trâmite. Enviado as declarações, será feita a avaliação do pagamento de impostos, segundo o cálculo que informarão se o valor de tributos pagos batem do que deveria. Caso seja um pagamento maior do que o devido, há a possibilidade de restituição.Restituição do IRPF

Isso passa pela Receita que ao final do processo de cálculo chega no resultado da sua declaração, caso os valores cheguem a conclusão que houve um pagamento de tributos maior do que o necessário, o governo terá até dezembro do ano em questão para te restituir. Ao chegar ao resultado, você terá a informação se tem algum crédito, caso tenha, deverá ser restituído pelo governo até dezembro do ano em questão.

Geralmente, não temos muito conhecimento desse processo e ficamos cheio de dúvidas como funciona e até relacionadas a valores de recebimento.

Por outro lado, da mesma forma que você pode ganhar, poderá perder, também, pois caso a Receita constate que você pagou menos impostos do que o necessário o valor concluído deverá ser pago através de débito em conta ou boleto bancário.

Quais impostos a sua empresa pagará

É impreterível que você faça a declaração do IRPF, caso seja obrigatório. A omissão na declaração pode acarretar multas e situações inconvenientes, como, por exemplo, a pendencia do seu CPF, o que acarreta em:

  • Impossibilidade de retirada de passaportes
  • Impossibilidade na retirada de certidões negativas
  • Impossibilidade na efetivação de empréstimos
  • Impossibilidade na inscrição de Concursos Públicos
  • Problemáticas em transações bancárias

Além da omissão os atrasos e perdas de prazos geram multadas de 1% mensais em relação ao valor declarado. Essa valor acumulativo pode chegar em até 20%.

Caso caia na malha fina do IRPF, o que fazer?

Antes de qualquer coisa, você sabe o que é “Malha Fina”? A expressão “caído na malha fina” é usada quando a Receita detecta algumas irregularidade na declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física. Essas falhas ocorrem através de pequenas divergências, nesse caso a correção é feita rapidamente através do Portal do E-Cac.

Porém, essas irregularidades podem acontecer devido a adição e exclusão de informações, para isso é importante a alteração através de uma Declaração de Retificação.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *